Blog descontinuado

Este blog foi descontinuado.
Siga-nos agora em www.dealtorisco.blogspot.com

domingo, 24 de agosto de 2008

Diminuir despesas

,

É possível renegociar o valor das mensalidades devidas pelos diversos empréstimos que contraímos, principalmente o crédito à habitação.
São diversos os itens que podem ser re-negociados.

- spread
É a taxa que os bancos adicionam à taxa Euribor e varia de banco para banco, de cliente para cliente. Esta taxa corresponde ao risco que o banco considera ter com o cliente e pode ir dos 0,2% até mais de 2%. Uma décima que seja pode constituir um aumento ou redução significativa nos gastos com um empréstimo ao fim de um ano. Por norma, a clientes com uma taxa de esforço (rácio entre os rendimentos e despesas fixas) superior é–lhes aplicado um spread também superior. Risco maior significa spread mais elevado. É um príncipio socialmente algo injusto pois no fundo quem tem mais dificuldades em pagar é quem paga mais. No entanto, com o passar dos anos do empréstimo, com a dívida a diminuir gradualmente e o cliente a ser cumpridor, existe margem de manobra para negociar com o banco uma redução do spread.

- prazo de pagamento
Os prazos de pagamento de um empréstimo até há poucos anos tinham o limite máximo de 30 anos. Actualmente o prazo pode estender-se até aos 50 anos. Também aqui pode negociar com o seu banco o alargamento do prazo de empréstimo, dividindo a quantia em dívida por um maior número de prestações. Vantagem imediata e vísivel: diminuição da prestação mensal. Desvantagem a longo prazo: no final do empréstimo irá acabar por pagar muito mais em juros.

- mudar de banco
Pode negociar com o seu banco e sondar os outros bancos. A concorrência entre bancos é apertada e pode sempre escolher ou mudar para o banco que lhe der as melhores condições.


Enquanto cliente individual a sua margem de negociação está algo limitada. Já as empresas de consultoria financeira, como a Partners Finance, podem servir como mediadores entre o cliente e os bancos na obtenção de crédito ou renegociação dos empréstimos através da consolidação financeira. Por manterem protocolos de parceria com os bancos, têm junto dos mesmos um maior poder negocial. Podem assim ser uma mais valia importante na hora de reduzir despesas com empréstimos e detectar algumas desvantagens ou despesas escondidas nas propostas dos bancos. Por vezes a vantagem num spread pode significar depois uma desvantagem noutras variáveis, a obrigação de subscrever serviços e produtos no banco que acabam por não serem compensadoras a longo prazo.

0 Comentários:

Publicar um comentário

Página inicial
Blog descontinuado.
Siga-nos agora em
www.dealtorisco.blogspot.com