Blog descontinuado

Este blog foi descontinuado.
Siga-nos agora em www.dealtorisco.blogspot.com

quarta-feira, 26 de dezembro de 2007

Forex: ler uma cotação


As cotações das moedas denominam-se pares, expressam o quanto vale uma moeda de um país na moeda de outro país.
Tomemos como exemplo o par:

USD/JPY =120,50

Este par (cotação cambial) indica que 1 dólar norte-americano é equivalente a 120,50 yenes japoneses.

A sigla da moeda à esquerda da barra (USD) designa a moeda base, enquanto a outra moeda (JPY) será a moeda cotada. A moeda de referência/base, que neste caso é o dólar, é sempre igual a uma unidade (1 dólar). O que este par nos diz é que, em determinado momento, com 120,50 yenes poderemos comprar 1 dólar.

Havendo uma oscilação na cotação, em que o par, suponhamos, tem agora o seguinte valor USD/JPY =120,60 existe uma valorização do dólar em relação ao Yene. Já são precisos mais yenes para comprar 1 dólar. Logo, teria valido a pena ter comprado este par quando estava USD/JPY =120,50, teria valido a pena comprar dólares com yenes.
Se pelo contrário tivéssemos vendido este par, vendido dólares e comprado Yenes, estaríamos agora a perder porque, como se viu, o Yene desvalorizou.
À excepção do Yene japonês, cuja cotação se reflecte através de um número com duas casas decimais, as restantes moedas expressam a sua cotação através de 4 casas decimais.

No mercado forex a maioria das moedas são negociadas em relação ao dólar, sendo o dólar a moeda base. Não obstante outras moedas como a libra inglesa e o euro estarem a ganhar terreno como moedas base, as cotações em dólares são as mais activamente negociadas.
Historicamente antes de se converter uma moeda para outra, por exemplo libras para francos, havia antes uma conversão de libras para dólares e depois, por sua vez, de dólares para francos. Actualmente saltou-se este passo e a conversão é feita directamente.
Quando num o dólar não entra num par, as cotações designam-se de cross. Os cross mais comuns são EUR/GBP, EUR/CHF e EUR/JPY.

Preços Bid e Ask

Como em qualquer mercado, para determinada mercadoria existe sempre um preço de compra e um preço de venda estabelecido pelo próprio mercado. O preço da oferta (disponível para vender) e o preço da procura (disponível para comprar). Em forex a mercadoria são os pares e existem igualmente dois preços que se designam por:

Preço bid, preço pelo qual o mercado compra a moeda base;
e
Preço ask, preço pelo qual o mercado vende a moeda base.

Exemplo:

EUR/USD Bid: 1.4832 Ask: 1.4835

O preço bid indica-nos qual o valor em dinheiro que será devolvido (em moeda cotada, lado direito) se quisermos vender ao mercado uma moeda base. Neste caso, se quisermos vender 1 euro, receberemos 1.4832 dólares.
O preço ask indica-nos qual o valor em dinheiro necessário (da moeda cotada, lado direito do par) para comprarmos uma moeda base. Neste caso, se quisermos comprar um euro, teremos de pagar 1.4835 dólares.
Ou seja, quando estamos a dar uma ordem de compra ou venda, essa ordem é sempre referente à moeda base, a moeda que aparece em primeiro lugar no par, aquela em que a operação está sendo conduzida.

Se hipoteticamente comprássemos este par e o vendêssemos imediatamente, estaríamos a perder dinheiro (por causa do spread, a margem de lucro do intermediário).
Para ganharmos dinheiro, o preço bid teria de subir para pelo menos 1.4836, preço pelo qual poderíamos vender a nossa moeda ao mercado, comprada anteriormente (ask) a 1.4835. A variação seria de apenas um pip mas poderia ser o suficiente para conseguir um ganho que podia ir do simbólico até ao bastante considerável, dependendo da quantia que tivesse investido e/ou da alavancagem.

Spreads e Pips

Entre ambos os preços venda de moeda (ask) e compra (bid) do mercado, existe uma diferença, o chamado spread que no fundo é a margem de ganho dos intermediários. O preço bid é, logicamente, sempre inferior ao ask. Geralmente essa diferença ronda os 0,0003 ou seja, 3 pips. As mudanças diárias nas cotações das moedas são mínimas e designam-se por pips, o mais pequeno movimento na cotação que se verifica no último digito das casas decimais. É normal num dia existirem variações entre 100 e 150 pips numa moeda. Em termos percentuais constituem variações pouco significativas mas se o investidor investir com alavancagem, os ganhos podem ser exponenciais.

Leia também: Porquê investir em Forex.

Apoio: eToro

0 Comentários:

Publicar um comentário

Página inicial
Blog descontinuado.
Siga-nos agora em
www.dealtorisco.blogspot.com